A Sutileza do BC

Imagem do filme Imagem do filme "Assalto ao Banco Central"

Como podemos saber se uma autoridade monetária fará algum movimento diferente daquele em voga? Simples, comunicação. Este é um dos principais instrumentos de um Banco Central para sinalizar mudanças, pretensões ou mesmo, manutenção de políticas.

Esta mesma comunicação foi usada de maneira clara e direta pelo Federal Reserve por quatro anos antes da eclosão da crise de hipotecas e foi sumariamente ignorado pelo mercado. Pronto, o resultado não poderia ser pior.

Alguns Bancos Centrais levam mais a sério do que outros o quesito comunicação e alguns presidentes ou membros costumam ser mais diretos, outros indiretos e alguns até sutis. No Brasil, a última ata da reunião do Comitê de Política Monetária (COPOM) não apontou para uma elevação de juros em abril, mas não foi nada sutil em mostrar uma alta neste ano.

O sinal vem da deterioração das perspectivas de inflação deste ano e do próximo, principalmente pelo fato de certamente superarmos a irreal meta de 4,5% ao ano. Mas a conta não é tão simples.

Discutimos e rediscutimos aqui como o governo tem errado em algumas premissas importantes e uma das maiores delas é referente ao estímulo econômico. Mesmo com o consumo em baixa, o desemprego nos níveis atuais mantém a renda alta.

Esta renda alta, mesmo que não voltada ao consumo de bens, se acumula e abre espaço principalmente para o consumo de serviços. Nem precisa dizer, todo mundo já notou isso. Em São Paulo principalmente, os custos estão proibitivos.

Uma saída à noite não sai hoje em dia por menos de R$100, sem grandes pretensões e uma reportagem do UOL de ontem mostra quem o custo de cabelereiro subiu em média 67% em um ano.

Ponha nessa conta a elevação dos custos de alimentos, temos uma bomba inflacionária altamente difícil de desarmar, pois são itens claramente insensíveis à elevação dos juros. Um aperto monetário só seria eficiente neste caso se causasse uma contração econômica.

OPA, perái! Não é exatamente contra isso que o governo vem lutando há mais de dois anos? Aí está a complicação da conta, pois juros mais altos tem maior eficácia em bens com necessidade intensiva de crédito e por enquanto, ninguém está indo ao cabelereiro, indo ao cinema ou lavando o carro com financiamento. E pior, deixar de comer também não é opção, principalmente pela alta generalizada do preço dos alimentos.

Já cansei de dizer no que eu acredito em termos de política para estímulo da economia e no Brasil, a baixa produtividade é só mais um componente dentro do panorama de impostos altos, mal cobrados e pior direcionados. Porém, algum passo deve ser dado e ele deve partir do governo.

E CHEGA DE MEDIDAS PONTUAIS! Cortar impostos da cesta básica só mascara a ineficácia do sistema tributário e mais uma vez, algo que deveria ocorrer por medidas econômicas sãs (a queda da inflação), tende a ocorrer na canetada, ou seja, não é real, é engodo.

Quanto aos sinais do BC. Sim, ele quer subir juros na falta de opção melhor e deve fazê-lo seguindo de perto as perspectivas do mercado, principalmente do DI. Se for assim, é possível que passamos este primeiro semestre incólumes, porém com juros mais altos a partir de agosto.

E um bom dia a todos!

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Jason Vieira é o Editor-Chefe e Diretor Geral da MoneYou e executivo sênior da X-Infinity Invest. Com mais de 20 anos de mercado, já ocupou cargos de estrategista, CIO, economista-chefe e analista internacional em instituições como Apregoa.com, UpTrend Advisors, GRC Visão, KGP, CM Capital Markets, Sanwa Bank, CLSA, JP Morgan, Santander, entre outras. Economista formado pela Universidade Mackenzie, possui diversas extensões de mercado financeiro e economia, com forte foco internacional.
advert

Comentários trancados.

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Julho 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Maio 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]

Semanal de Economia e Mercados – Weekly Call – 08/05/2017

Semanal de Economia e Mercados – Weekly Call – 27/03/2017

CALENDÁRIO ECONÔMICO SEMANAL

Agenda Econômica Semanal Infinity – 08 – 12 / Maio

Abertura de Mercados – Morning Call – 05/05/2017

Abertura de Mercados – Morning Call – 24/03/2016

VERSÃO PDF

Abertura de Mercados – Morning Call – 04/05/2017

Abertura de Mercados – Morning Call – 24/03/2016

VERSÃO PDF