Maçãs da Coréia do Norte – Um conto da Apple

O balanço da Apple apresentou queda de lucratividade pela primeira vez em anos. Essa é uma das notícias do dia. Recentemente na imprensa citei que o problema da Apple se concentra basicamente na falta de Steve Jobs.

Ele deixou uma equipe de primeira no comando da empresa, mas falhas no IOS6, mapas muito ruins acabaram por levar à demissão de uma parte importante do grupo. E pior, a Apple é vítima de si mesma.

Ao trazer sempre novidades revolucionárias, a expectativa gerada a cada produto é exatamente essa, de uma revolução. Convenhamos, desde o Ipad 1 e do Iphone 4, o restante dos lançamentos da Apple são requentados.

Melhor e maior tela, maior velocidade, maior resposta, melhor câmera. Sim, é verdade, mas são reedições dos hardwares que citei. Além disso, o último lançamento da Apple queimou o cartucho com três produtos simultâneos. Isso não aconteceria com Jobs vivo, talvez nem o Ipad mini.

Continuo fã da marca e não creio em sua derrocada, mas as patentes precisam sair do papel. Existem algumas delas maravilhosas, como a bateria líquida de hidrogênio que dura um mês, uso da tecnologia de metal líquido, tecnologias de transmissão de dados em altíssima velocidade, entre outras. Isso sem falar dos computadores, os quais os PCs Windows só conseguiram alcançar a estabilidade na versão 7 (nem olhei para 8 ainda).

Apple a parte, a atenção que se dá à companhia hoje não deveria ofuscar um PMI de serviços chinês acima das expectativas e com maior alta em 2 anos. O crescimento de 51,9 pontos engrossa o momentum positivo de uma série de indicadores da segunda economia do mundo.

A China tem se concentrado em promover este crescimento para evitar uma dependência acentuada dos EUA e se voltar ao mercado interno. Mesmo assim, combinar a melhora chinesa com a americana é o cenário de melhor dos casos, obviamente.

Mas como desgraça pouca é bobagem, a Coréia do Norte andava muito quieta e  resolveu fazer alguns testes nucleares próximos à fronteira com o sul.

Basta dizer que isso tende a afetar o mercado, mas provavelmente, o gordinho feio está sem comida e alimentos e esse tipo de cortina de fumaça serve para renovar os estoques e manter a ordem ditatorial.

Ouviremos em breve um acordo, mas se Kim Jong-“Ill” conseguir debelar a turma do chapelão, ele pode realizar o sonho de jogar fliperama na Coréia do Norte. Quem sabe comprar um Iphone.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Jason Vieira é o Editor-Chefe e Diretor Geral da MoneYou e executivo sênior da X-Infinity Invest. Com mais de 20 anos de mercado, já ocupou cargos de estrategista, CIO, economista-chefe e analista internacional em instituições como Apregoa.com, UpTrend Advisors, GRC Visão, KGP, CM Capital Markets, Sanwa Bank, CLSA, JP Morgan, Santander, entre outras. Economista formado pela Universidade Mackenzie, possui diversas extensões de mercado financeiro e economia, com forte foco internacional.
advert

Comentários trancados.

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Julho 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Maio 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]

Semanal de Economia e Mercados – Weekly Call – 08/05/2017

Semanal de Economia e Mercados – Weekly Call – 27/03/2017

CALENDÁRIO ECONÔMICO SEMANAL

Agenda Econômica Semanal Infinity – 08 – 12 / Maio

Abertura de Mercados – Morning Call – 05/05/2017

Abertura de Mercados – Morning Call – 24/03/2016

VERSÃO PDF

Abertura de Mercados – Morning Call – 04/05/2017

Abertura de Mercados – Morning Call – 24/03/2016

VERSÃO PDF