Mercado de Jabuticaba

Cenário externo ainda parece um pouco nebuloso. Há dados ainda conflituosos sendo divulgados e as máquinas impressoras do FED, BCE, e agora a do BOJ jogam fumaça por todo lado. Desemprego ainda alto, dívidas/PIB na estratosfera, orçamentos desequilibrados, consumo ainda instável e frágil, e atividade com sinais mistos.

Por outro lado vemos os resultados das empresas, seu caixa, um sinal ou outro de retomada de atividade e crescimento econômico sustentando-se ainda que em níveis baixos, mas com o risco de queda do PIB e/ou deflação afastados (a princípio). Acho que os preços lá fora refletem mais o excesso de liquidez e o que os “gringos” dizem como busca pelo “yield”. Para eles, com juro zero e muito $$$$ no bolso, vale buscar qualquer ativo como se aquilo fosse renda-fixa e mantém-se a compra de bolsa seguindo a tendência da manada.

O que chama a atenção é o volume $$$ do fluxo, pois deu-se início a uma migração da renda-fixa para as bolsas justo nestes níveis e com os treasuries (10-year) abrindo taxa e já encostando nos dividend-yield. Mas pagar um S&P acima de 20 (P/E Schiller) justo agora e ainda justificar como bom negócio???!!!! Para trader isto faz sentido, mas para aplicador…….perigoso.

Há uma frase muito boa sobre este fator num livro chamado ” MANIAS, PÂNICO, e CRASH” . Vale a leitura pra quem se interessar há (ou havia) a edição em português. Para quem se atrever à empreitada, comece pela apresentação do livro. Ela, por si, é um aperitivo e tanto, pois foi escrita por André Jakurski (minha edição é de 2002) e lá ele resume o conteúdo e, em 2002, apresenta o futuro daí a 5 anos. É engraçado enxergar 2007/2008 ali e ver como nós podemos ser tão cegos e teimosos qdo não queremos aceitar a “realidade” e o que o nosso psicológico é capaz de fazer…. Mas, isto é assunto para o Pery de Oliveira.

Ah, a frase do livro:
_ ” Quando há uma liquidez BOÇAL no sistema os agentes tendem a ter reações e atitudes igualmente BOÇAIS.”

Sobre o BC ter mexido nas taxas de redesconto……..ahhhhh….pensando bem, deixa pra lá por que é inócuo e é e engraçado ver a discussão sobre a SELIC x CDI, mas acho que a Fazenda deveria combinar o jogo com os russos antes, pois senão isto só vai mudar o benchmark , e não a essência (o vício) que seguirá a mesma.

Mas uma coisa é verdade e positiva, esta troca irá acabar com uma “jabuticaba”. Como é que o risco privado pode valer menos que o risco soberano??? Parabéns pela iniciativa, ainda que tardia. Porém, só isto SELIC X CDI não vai alterar o quadro.

Ah, pergunto: porque uma mercado, praticamente “ilíquido”, é a referência para todo o sistema e para todo o mercado de renda-fixa no Brasil? É engraçado termos o maior mercado brasileiro (DI Futuro) ligado a um mercado que, praticamente não existe. E todo mundo aplica a % do CDI.

Terra da Jabuticaba…..

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Edson "Mineiro" é trader de longa data. Com mais de vinte anos de mercado, foi operador, broker e tesoureiro em diversas insituições financeiras nacionais e estrangeiras.
advert

Comentários trancados.

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Outubro 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Setembro 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]

Abertura de Mercados – Morning Call – 08/08/2017

Abertura de Mercados – Morning Call – 24/03/2016

VERSÃO PDF

Semanal de Economia e Mercados – Weekly Call – 07/08/2017

Semanal de Economia e Mercados – Weekly Call – 27/03/2017

CALENDÁRIO ECONÔMICO SEMANAL

Agenda Econômica Semanal Infinity – 07 – 11 / Agosto

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Julho 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]