O sequestro da economia americana

Sequester” se você ainda não ouviu este termo, fique atento, pois será a questão mais importante do mercado financeiro e da economia mundial nos próximos dias e se não for resolvido, neste ano todo.

O termo se refere ao “rabicho” deixado para trás após o acordo para evitar o abismo fiscal. É um conjunto consideravelmente grande de cortes de gastos obrigatórios sobre os quais democratas e republicanos não chegaram num acordo.

A disputa teve fim no dia 23 de novembro de 2011, quando o super-comitê falhou em resolver a redução do déficit de US$ 1,2 trilhões e assim, o “sequester” foi deflagrado.

Além dos fortes cortes de gastos, que tem o potencial de retrair o PIB americano e elevar o desemprego novamente para acima de 8%, o problema é a falta sequer de uma discussão entre os partidos quanto ao tema.

Isso tende a levar os EUA a crescer aquém do necessário para manter o ritmo de recuperação da crise de 2008, algo abaixo dos 2% ao ano e atrasar o processo de recuperação mundial.

O evento tem data marcada, 1º de março e até este momento, parece ser inevitável e provavelmente o congresso americano deva agir reativamente, principalmente quando o mercado financeiro der sinais claros de estresse que afetarão a economia e o emprego.

Porém, os conservadores americanos parecem mais preocupados em levar em diante os cortes, mesmo que defesa seja fortemente afetada e inclusive querem aumenta-los do que tentar qualquer acordo viável no curto prazo. O problema dos excessivos gastos dos EUA deveria ser endereçado como os republicanos querem, para evitar que o problema se torne insustentável às gerações futuras,

O país ainda consegue se financiar com a emissão de sua dívida, principalmente aos compradores asiáticos, mas o limite está muito próximo. Porém, os democratas seguem a linha de pensamento econômico de que os controles de gastos devem ocorrer após a economia conseguir sustenta-los.

Isso é uma grande verdade, pois uma parcela significativa das economias europeias não consegue deslanchar, pois se vê obrigada a cumprir controles fiscais incompatíveis com as necessidades de aquecimento da atividade econômica. Tudo isso põe à prova os princípios da teoria Keynesiana contra o liberalismo econômico.

O mais estranho é notar os liberais republicanos tão preocupados com cortes de gastos, ou seja, mesmo após a vitória de Obama, há uma insistência em minar os esforços do presidente americano para retomar o desenvolvimento econômico.

Já vimos isso no passado brasileiro, onde uma oposição feroz fazia tudo para reprovar qualquer coisa que pudesse ajudar o país e “deixar bem” o governo de situação. Nos EUA, ouvi de republicanos que preferem 8 anos ruins de Obama do que deixa-lo na história como um bom presidente, é este o nível da conversa.

O que resta agora é a tentativa dos democratas de mandar o plano que já está em andamento no senado para a câmara, porém os republicanos já deram sinal que tentarão barrar a todo custo.

Pois é, mais uma vez, políticos “ajudam”. E a economia americana assim, sofre.

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Jason Vieira é o Editor-Chefe e Diretor Geral da MoneYou e executivo sênior da X-Infinity Invest. Com mais de 20 anos de mercado, já ocupou cargos de estrategista, CIO, economista-chefe e analista internacional em instituições como Apregoa.com, UpTrend Advisors, GRC Visão, KGP, CM Capital Markets, Sanwa Bank, CLSA, JP Morgan, Santander, entre outras. Economista formado pela Universidade Mackenzie, possui diversas extensões de mercado financeiro e economia, com forte foco internacional.
advert

Comentários trancados.

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Setembro 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]

Abertura de Mercados – Morning Call – 08/08/2017

Abertura de Mercados – Morning Call – 24/03/2016

VERSÃO PDF

Semanal de Economia e Mercados – Weekly Call – 07/08/2017

Semanal de Economia e Mercados – Weekly Call – 27/03/2017

CALENDÁRIO ECONÔMICO SEMANAL

Agenda Econômica Semanal Infinity – 07 – 11 / Agosto

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Julho 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]

NOVO Ranking Mundial de Juros Reais – Maio 2017

Ranking de Juros

Este é o ranking mundial de juros reais, uma compilação com os 40 países mais relevantes do mercado de renda […]